Nossos estudos clínicos fornecem dados de humanos sobre o uso e aceitação de nossos produtos sem fumaça, bem como o seu potencial de reduzir a exposição a produtos químicos nocivos e o potencial de reduzir o risco de doenças relacionadas ao tabagismo em comparação a fumar cigarros continuamente.

 

 

Para avaliar se é possível que um produto seja aceitável para adultos fumantes, conduzimos estudos clínicos de farmacocinética/farmacodinâmica

Para que adultos fumantes aceitem nossos produtos sem fumaça como alternativas viáveis ao fumar, é importante que experimentem uma satisfação semelhante à fornecida por cigarros. Paladar, experiência sensorial, ritual e fornecimento de nicotina são importantes nesse contexto. Nossos estudos farmacocinéticos medem quanta nicotina é absorvida pelo corpo a partir de um único produto sem fumaça e por quanto tempo permanece presente. Também medimos a compulsão de fumar das pessoas sendo estudadas, bem como suas primeiras impressões do produto como um todo.

 

Estudos clínicos podem nos ajudar a compreender os níveis de HPHCs aos quais uma pessoa sendo estudada foi exposta

 

Nossos produtos sem fumaça destinam-se a gerar níveis significativamente menores de HPHCs, e os Estudos de exposição reduzida da PMI verificam que adultos fumantes que mudam para os nossos produtos sem fumaça estão na verdade expostos a menos HPHCs em comparação àqueles que continuam a fumar cigarros em um ambiente clínico. A exposição a HPHCs das pessoas estudadas após mudarem para um dos nossos produtos sem fumaça pode ser avaliada por meio da determinação dos níveis de produtos de decomposição resultantes desses compostos, que são conhecidos como biomarcadores de exposição.

 

 

Estudos clínicos podem fornecer informações sobre o risco de desenvolvimento de doenças relacionadas ao tabagismo

A redução na exposição medida em nossos Estudos de exposição reduzida se traduz em efeitos favoráveis à saúde? Visamos responder a essa pergunta através de Estudos de resposta à exposição.

Um estudo de 12 meses sobre a Plataforma 1 está pendente atualmente e os resultados dos primeiros seis meses estarão disponíveis no 2º trimestre de 2018.

Um exemplo de tal meta de medição é o nível de colesterol no sangue. Foi descrito anteriormente na literatura médica que fumar causa uma queda no colesterol HDL e um aumento no colesterol LDL. Deixar de fumar pode ajudar a reverter o desequilíbrio entre HDL e LDL. Em nossos estudos, investigamos se passar para produtos sem fumaça restaura esse equilíbrio, entre outros parâmetros indicativos de uma mudança favorável no risco dos participantes do estudo.

Todos os nossos estudos clínicos são conduzidos em parceria com Organizações de pesquisa clínica (CROs, Clinical Research Organizations) e são conduzidos mediante Boas práticas clínicas (GCPs, Good Clinical Practice). Registramos todos os nossos estudos em www.clinicaltrials.gov e publicamos regularmente os dados mais recentes dos nossos estudos em publicações científicas com revisão por pares.


Our network

Find out where we conduct our clinical studies

Lab

How does PMI run clinical studies?

Clinical_Studies _Format_thumb

Our clinical trials at a glance