Os nossos estudos clínicos fornecem informação sobre a utilização e aceitação dos nossos produtos sem fumo, bem como sobre o seu potencial para reduzir a exposição a substâncias químicas nocivas e o potencial para reduzir o risco de doenças relacionadas com o consumo de cigarros em comparação com o consumo dos últimos.

 

 

Para determinarmos se um produto tem probabilidade de ser aceite por fumadores adultos, realizamos estudos clínicos de Farmacocinética/Farmacodinâmica

Para os fumadores adultos adotarem/aceitarem os nossos produtos sem fumo como alternativas viáveis a fumar, é importante que sintam uma satisfação semelhante à proporcionada pelos cigarros. O sabor, a experiência sensorial, o ritual e o aporte de nicotina são importantes neste contexto.Os nossos estudos de farmacocinética medem a quantidade de nicotina absorvida pelo organismo a partir de um produto sem fumo, e durante quanto tempo subsiste no organismo. Medimos também a ânsia de fumar assim como a primeira impressão do consumidor relativamente à forma como se sente em relação ao produto em geral.

 

Os estudos clínicos podem ajudar-nos a compreender os níveis de constituintes nocivos e potencialmente nocivos aos quais o consumidor esteve exposto

 

Os nossos produtos sem fumo foram concebidos para gerar níveis significativamente mais baixos de constituintes nocivos e potencialmente nocivos e os Estudos de Exposição Reduzida realizados pela PMI confirmam que os fumadores, que adotam os nossos produtos sem fumo, estão na verdade expostos a menos constituintes nocivos e potencialmente nocivos em comparação com aqueles que continuam a fumar cigarros em ambiente clínico. É possível avaliar a exposição do indivíduo aos constituintes nocivos e potencialmente nocivos depois de mudar para um dos nossos produtos sem fumo, determinando os níveis dos produtos de decomposição resultantes destes compostos, que são conhecidos como bio marcadores de exposição.

 

 

Os estudos clínicos podem fornecer informações sobre o risco de desenvolvimento de doenças relacionadas com o consumo de cigarros

A redução da exposição medida pelos nossos Estudos de Exposição Reduzida traduz-se em efeitos favoráveis para a saúde? Queremos responder a esta pergunta através de Estudos de Resposta à Exposição.

Há, neste momento, um estudo de 12 meses pendente para a Plataforma 1, e os resultados para os primeiros seis meses estarão disponíveis no 2.º trimestre de 2018.

Um exemplo de parâmetro primário desta medição é o nível de colesterol no sangue. Foi descrito anteriormente em literatura médica que fumar causa uma diminuição do colesterol HDL e um aumento do colesterol LDL. Deixar de fumar pode ajudar a inverter o desequilíbrio entre HDL e LDL. Nos nossos estudos, investigámos se a mudança para produtos sem fumo restaura esse equilíbrio, entre outros parâmetros indicadores de uma alteração favorável no risco dos participantes do estudo.

Todos os nossos estudos clínicos são realizados em parceria com organizações de investigação clínica (Clinical Research Organization, CRO) e conduzidos de acordo com as Boas práticas clínicas (Good Clinical Practice, GCP). Registamos todos os nossos estudos em www.clinicaltrials.gov e publicamos regularmente os dados mais recentes dos nossos estudos em publicações científicas revistas por pares.


Our network

Find out where we conduct our clinical studies

Lab

How does PMI run clinical studies?

Clinical_Studies _Format_thumb

Our clinical trials at a glance